Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 8 n. 2 (2013): Junho/2013

A Sustentabilidade Agropecuária Segundo a Concepção e a Prática de Extensionistas Rurais do Oeste Catarinense

DOI
https://doi.org/10.7177/sg.2013.V8.N2.A4
Enviado
novembro 3, 2011
Publicado
julho 5, 2013

Resumo

A extensão rural exerce marcante efeito sobre o grau de sustentabilidade do sistema agropecuário em que atua, e o êxito na implantação de métodos sustentáveis depende, entre outros fatores, do comprometimento e do conhecimento dos técnicos. Deste modo, é importante colher a percepção e a concepção conceitual dos extensionistas rurais sobre sustentabilidade agrícola, para, com base nisso, formular estratégias de conscientização, motivação e capacitação direcionadas ao perfil dos profissionais em questão. O trabalho foi realizado na forma de um survey junto a 116 extensionistas rurais vinculados à Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI), com atuação na Região Oeste Catarinense. Indicadores e atributos de natureza ambiental foram os mais empregados pelos respondentes para caracterizar a sustentabilidade da atividade agropecuária, seguidos por critérios econômicos e de autossuficiência da propriedade. Os extensionistas utilizam um vasto conjunto de práticas sustentáveis, as quais, no entanto, concentram-se no campo ambiental e das ciências agrárias, com pouca ênfase à questão social. Na visão dos técnicos, a agricultura sustentável viabilizará e garantirá a continuidade da atividade primária, bem como promoverá efetiva melhoria na qualidade de vida no meio urbano e rural.

Downloads

Não há dados estatísticos.