Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 8 n. 2 (2013): Junho/2013

Cultura Organizacional: Formação, Conceito E Constituição

DOI
https://doi.org/10.7177/sg.2013.V8.N2.A1
Enviado
dezembro 11, 2012
Publicado
julho 1, 2013

Resumo

Os autores da administração contemporânea, em qualquer que seja o tópico trabalhado ou o enfoque utilizado,são unânimes em citarem a cultura organizacional como sendo um elemento determinante para as ações organizacionais,destacando-a como fator impulsionador ou restritivo para a sua performance de competência e competitividade no mundoatual. Entretanto, por ser um fenômeno complexo, percebe-se na literatura pertinente que a tentativa de conceituar“cultura organizacional” tem levado a maioria dos autores a compilarem um amontoado exaustivo de sinônimos na ânsia decontemplar a sua amplitude sem, contudo, desenvolver construtos teóricos nítidos; pecando, às vezes, pela redundância,pelo reducionismo ou, ainda, pela falta de discernimento entre seus fatores determinantes ou resultantes. Fundamentadoem uma pesquisa bibliográfica, o presente artigo se propõe a desenvolver uma reflexão teórica através da articulaçãoentre a cultura organizacional e o comportamento humano nas organizações, como contribuição para o seu entendimentoconceitual que possibilite sua melhor compreensão e gerenciamento. O presente artigo é versão atualizada do publicadona revista Informação e Sociedade - Seção: Memórias Científicas Originais, 2005, uma vez que estudos posteriores à suapublicação indicaram a existência de mais uma dimensão considerada essencial para a explicação do comportamentohumano e, consequentemente, da cultura organizacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.