Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 5 n. 3 (2010): Dezembro/2010

Comportamento organizacional de Arranjos Produtivos Locais: um estudo aplicativo no setor de confecções

DOI
https://doi.org/10.7177/sg.2010.V5N3A2
Enviado
junho 16, 2009
Publicado
março 3, 2011

Resumo

Em decorrência das constantes mudanças ocorridas no ambiente organizacional, as empresas têm adotado múltiplas formas de ações e comportamentos para se adequarem a esse novo contexto e que podem interferir positivamente na sua atuação competitiva. Nesta perspectiva, os arranjos produtivos locais (APLs), constituem-se como novos formatos organizacionais e representam um tipo específico de redes de empresas, que proporciona uma maior sustentabilidade no mercado, por meio do tipo de comportamento e relações existentes entre os agentes do APL. No sentido de proporcionar uma maior compreensão acerca desses novos formatos organizacionais, através dos tipos de comportamentos adotados, o objetivo deste artigo é identificar o comportamento predominante adotado pelo APL de Confecções do Agreste Pernambucano, através da aplicação da Matriz ConFlex proposta por Pinto e Loiola (2007). Tal modelo permite identificar o comportamento-padrão, enquanto resultados de diferentes possibilidades de combinação entre confiança e flexibilidade. A pesquisa realizada pode ser caracterizada como exploratória e descritiva, conduzida sob a forma de estudo de caso, utilizando como técnicas a pesquisa bibliográfica e a análise documental, sendo ainda caracterizada como um estudo qualitativo, a partir da utilização da técnica análise de conteúdo.Os resultados obtidos com a realização da pesquisa constataram que o APL do setor de Confecções do Agreste Pernambucano apresenta alta competição como comportamento predominante, identificado a partir do baixo nível de confiança, o que evidencia possível resistência à construção de relacionamentos duradouros no arranjo, assim como ao baixo nível de flexibilidade demonstrado por uma atuação mais reativa frente às transformações do mercado.

Downloads

Não há dados estatísticos.