Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 10 n. 2 (2015): Junho/2015

Competências Transversais e Desempenho Empresarial: Uma Análise Conceitual Comparativa

DOI
https://doi.org/10.7177/sg.2015.V10.N2.A4
Enviado
janeiro 22, 2015
Publicado
junho 30, 2015

Resumo

Apesar da existência de uma vasta literatura sobre competências transversais e desempenho empresarial, observa-se que há pouca análise e correlação entre esses dois conceitos.

A partir de uma pesquisa bibliográfica sobre competências transversais e desempenho empresarial, este artigo busca identificar uma correlação entre eles, de forma a contribuir para o seu tratamento teórico e aplicação prática.

 Tem-se observado que o mercado de trabalho global está exigindo cada vez mais de seus futuros funcionários. Alto desempenho em termos acadêmicos e competências técnicas ainda são levados em consideração, mas os empregadores estão à procura de algo além - estão em busca das chamadas competências transversais ou soft skills - competências genéricas que somadas aos conhecimentos específicos de um indivíduo, facilitam sua integração no mundo do trabalho e contribuem para um melhor desempenho empresarial em termos financeiros e humanos.

O método de pesquisa utilizado neste artigo foi o exploratório com uma vasta revisão bibliográfica sobre os conceitos de competência e competência transversal.

Posteriormente foram propostas três matrizes para análise conceitual entre competências transversais e desempenho empresarial a fim de identificar os principais pontos de correlação entre esses dois conceitos e suas aplicabilidades nas organizações.

E por fim, foi feita uma pesquisa de campo com 59 profissionais brasileiros inseridos no mercado de trabalho atualmente, a fim de verificar se o desenvolvimento das competências transversais dos funcionários nas organizações tem se mostrado uma estratégia fundamental para o aumento dos resultados empresariais.

O artigo conclui que dar prioridade às competências transversais dos funcionários pode ser uma ótima estratégia para melhorar os resultados financeiros de uma organização. Funcionários motivados, que sabem trabalhar em equipe, que demonstram equilíbrio emocional nos momentos de adversidade e que são resilientes perante as dificuldades produzem com mais eficiência e, portanto, contribuem de forma mais efetiva para os resultados de uma empresa.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.