Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 11 n. 2 (2016): Junho/2016

Ecologia Industrial, Simbiose Industrial e Ecoparque Industrial: conhecer para aplicar

DOI
https://doi.org/10.20985/1980-5160.2016.v11n2.993
Enviado
abril 30, 2015
Publicado
julho 5, 2016

Resumo

Entre as diversas ideias e práticas relacionadas ao desenvolvimento sustentável consta a Ecologia Industrial (EI). Seu surgimento está vinculado à metáfora entre os ecossistemas naturais e industriais. A EI oferece uma visão holística que considera, concomitantemente e de modo amplo, as necessidades da natureza e dos homens. Entretanto, no Brasil, a EI é ainda um tema relativamente desconhecido no meio acadêmico e, principalmente, no meio empresarial. Há pouca clareza quanto às relações e distinções entre as definições de EI, Simbiose Industrial (SI) e ecoparque industrial. Até o momento, não foram encontrados registros na literatura sobre a existência de ecoparques industriais brasileiros, embora já tenham sido observadas iniciativas como a do Rio de Janeiro, que não prosperou. Este estudo teórico conceitual objetiva evidenciar a definição, características e escalas de atuação, além de outros aspectos referentes à EI, bem como seu natural vínculo com o desenvolvimento sustentável. Os principais resultados apontam que o uso dos conceitos de EI e de SI na forma de um ecoparque industrial visa revitalizar áreas urbanas e rurais, bem como promover o crescimento e a retenção de empregos. Alguns países os utilizam para amenizar a degradação ambiental e a quantidade de resíduos gerados.

Downloads

Não há dados estatísticos.