Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 12 n. 4 (2017): DEZEMBRO/2017

Uma abordagem baseada em análise relacional grey para a avaliação de programas de pós-graduação brasileiros em mestrado em administração de empresas

DOI
https://doi.org/10.20985/1980-5160.2017.v12n4.806
Enviado
agosto 20, 2014
Publicado
dezembro 7, 2017

Resumo

O desenvolvimento educacional no Brasil tem sido influenciado pelas políticas governamentais, especialmente as direcionadas ao ensino superior. Para avaliar a eficácia dessas políticas, é necessário avaliar a qualidade do ensino oferecido, particularmente no que se refere à educação pública. Neste contexto, tem havido muitas iniciativas para novos programas de pós-graduação. Para serem credenciados, esses programas devem ser aprovados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), parte do Ministério da Educação. Entre os muitos critérios considerados pela CAPES, a produção acadêmica é a mais importante. Muitos trabalhos que propõem abordagens para classificar os programas da faculdade com base na produção bibliográfica da faculdade foram publicados; entre estes, destacam-se os baseados na análise envoltória de dados. O presente trabalho utiliza abordagem baseada em análise relacional grey. Outra diferença é que a informação é considerada em um programa de mestrado ainda não credenciado, ou seja, que ainda precisa ser avaliado pela CAPES. Uma classificação é estabelecida para este programa em relação aos já credenciados juntamente com uma maneira de identificar os pontos de melhoria e um fator de melhoria para cada atributo considerado. Os resultados indicam que a abordagem é eficiente em relação àquela baseada na análise tradicional de envoltória de dados e sugere áreas para pesquisas futuras nesse campo.

Downloads

Não há dados estatísticos.