Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 14 n. 4 (2019): DEZEMBRO 2019

Análise da gestão de estoque em uma farmácia hospitalar em Marabá-PA: um estudo de caso

DOI
https://doi.org/10.20985/1980-5160.2019.v14n4.1573
Enviado
setembro 2, 2019
Publicado
janeiro 20, 2020

Resumo

Para prestação de serviço na área da saúde, utiliza-se grande diversidade de materiais e medicamentos, o que faz com que a gestão de estoque seja um desafio para a organização hospitalar, considerando-se a necessidade de se disponibilizarem grandes quantidades de produtos variados. Cabe à farmácia hospitalar o gerenciamento desses itens, garantindo o uso seguro e racional, além de responder à demanda dos pacientes. Desta maneira, o controle eficaz dos estoques, com dados confiáveis, resulta em um bom andamento dos processos operacionais de materiais na instituição. Este trabalho tem como objetivo classificar os medicamentos da farmácia hospitalar através da classificação XYZ, calcular os indicadores de gestão (acurácia, estoque de segurança, giro de estoque e ponto de ressuprimento) para os cinco medicamentos com mais saída. Analisa-se, assim, o sistema de estoque atual para propor melhorias para o controle gerencial dos medicamentos da farmácia. O presente trabalho constitui um estudo de caso efetivado em uma farmácia hospitalar do hospital municipal de Marabá-PA. Os principais dados foram coletados por meio de verificação dos históricos de saídas dos medicamentos, conversas com os funcionários envolvidos no setor e observação do trabalho. A metodologia seguida mostrou-se adequada, já que gerou resultados diante do proposto para o trabalho. Verificou-se que o trabalho conseguiu atingir seus objetivos, pois os medicamentos foram classificados em XYZ, e, dos medicamentos de classe Z, cinco dos que obtiveram mais saída foram selecionados para que os indicadores fossem calculados. A partir dos resultados dos indicadores, observou-se que o serviço prestado pela farmácia, apesar de funcionar, está comprometido. Apesar das dificuldades encontradas, como as lacunas nos dados históricos, os quais resultaram na eliminação de alguns medicamentos, o trabalho concluiu seu objetivo e se configura como mais uma fonte de pesquisa para a gestão de estoques, desta vez em uma farmácia hospitalar pública, de extrema importância para o sistema de saúde e bom atendimento da população.

Downloads

Não há dados estatísticos.