Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 14 n. 2 (2019): JUNHO 2019

A gestão ambiental rumo à economia circular: como o Brasil se apresenta nessa discussão

DOI
https://doi.org/10.20985/1980-5160.2019.v14n2.1543
Enviado
maio 22, 2019
Publicado
junho 30, 2019

Resumo

As questões ambientais são temas amplamente discutidos em todos os setores econômicos e as ações para reduzir os impactos da degradação ao meio ambiente ainda são insuficientes, mas que, ao longo do tempo, vêm sendo difundidas maciçamente, sendo essa abordagem estendida às questões sociais relacionadas aos impactos gerados pelas empresas. Entre as ações para a mudança nos padrões de produção e consumo, a economia circular apresenta-se com a proposta de oposição ao modelo linear “extrair, transformar, descartar”, ainda fortemente utilizado na atualidade, e que depende de grandes quantidades de materiais. O modelo circular se caracteriza como uma economia que é restaurativa e regenerativa e tem como objetivo manter produtos, componentes e materiais em seu mais alto nível de utilidade e valor. Diante disso, este artigo teve como objetivo apresentar os principais conceitos da economia circular e as ações propostas para o Brasil, tendo por base a pesquisa bibliográfica e documental através das publicações da Fundação Ellen MacArthur, o relatório da Comissão Europeia para o Desenvolvimento Sustentável e documentos de palestras realizadas no Brasil. O resultado mostra a economia circular como um processo que permite a otimização da produção mediante a eliminação de resíduos, pois estes podem ser utilizados como subprodutos ou como fonte de energia; e que o Brasil apresenta avanços nesse sentido, verificadas por meio das ações que já estão sendo realizadas.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.