Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 13 n. 4 (2018): DEZEMBRO 2018

Análise do sistema de gestão de resíduos de equipamentos eletroeletrônicos da Alemanha e suas influências na logística reversa do município do Rio de Janeiro

DOI
https://doi.org/10.20985/1980-5160.2018.v13n4.1473
Enviado
outubro 29, 2018
Publicado
dezembro 12, 2018

Resumo

A contextualização do estudo discute as políticas e economias que envolvem a produção, consumo e descarte dos produtos eletroeletrônicos. O setor de produção de dispositivos eletroeletrônicos configura-se como o de maior crescimento dentro da indústria de manufatura nos países industrializados. O objetivo deste estudo é analisar e comparar os sistemas de gestão de resíduos de equipamentos eletroeletrônicos (REEE) da Alemanha e Brasil, para apontar melhorias no sistema de gestão do município do Rio de Janeiro, RJ, Brasil. O método utilizado foi elaborado em um cenário hipotético, com o propósito de focalizar a geração de REEE no município do Rio de Janeiro. Para isso, buscou-se dados via internet. Um dos principais resultados apontam que a Alemanha possui um sistema eficiente, por mapear todos os pontos de coleta de REEE por km² e por acompanhar os produtos colocados no mercado. O município do Rio de Janeiro prevê uma geração de 2.655.856.81 toneladas de REEE para o ano de 2018, cálculo obtido através do consumo e uso de domicílios. Considera-se o sistema de logística reversa como um instrumento destinado a garantir o fluxo de retorno dos resíduos ao ciclo produtivo, para viabilizar sua coleta e restituição ao setor empresarial (fabricantes, importadores), responsável por sua destinação final ambientalmente adequada. Esse estudo apresenta em uma revisão literária que consiste na identificação de dados combinados com um conjunto de regras para selecionar as peças relevantes da literatura e mapear o conteúdo da literatura extraindo informações.

Downloads

Não há dados estatísticos.