Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 14 n. 3 (2019): SETEMBRO 2019

Análise comparativa entre as normas ABNT NBR ISO 9001:2015 e a ABNT NBR ISO 31000:2009: a mentalidade de riscos nos sistemas de gestão da qualidade

DOI
https://doi.org/10.20985/1980-5160.2019.v14n3.1430
Enviado
maio 26, 2018
Publicado
outubro 8, 2019

Resumo

A nova revisão da norma ISO 9001 foi lançada em 2015 e incorporou ao seu acervo de requisitos para a implantação de um sistema de gestão da qualidade novos conceitos, tais como o relacionamento com partes interessadas, a gestão do conhecimento e a gestão de riscos no âmbito organizacional, ampliando o seu foco de abrangência. Neste sentido, e prevendo-se que mudanças ocorrerão nas organizações a partir dessa nova perspectiva, o presente artigo tem por objetivo apresentar a utilização da mentalidade de risco nos sistemas de gestão da qualidade, por meio de uma análise comparativa entre as normas ABNT NBR ISO 9001:2015 e ABNT NBR ISO 31000:2009. A pesquisa se caracteriza como qualitativa, e foi realizada com base em pesquisa documental e revisão sistemática da literatura. Os achados sugerem que o conceito de pensamento baseado em risco sempre esteve implícito na ISO 9001, manifestado sob a forma de ações preventivas e que a pretensão de incorporar a mentalidade de risco como requisito na versão de 2015 é estimular as organizações a adotarem o risco como critério em suas decisões. Evidencia-se que a literatura de prevenção e riscos está alinhada com os métodos dos sistemas de gestão da qualidade mais avançados, os quais são baseados mais nos princípios de prevenção do que em ações corretivas.

Downloads

Não há dados estatísticos.