Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 13 n. 3 (2018): SETEMBRO 2018

Responsabilidade Social Empresarial: um estudo de caso à luz da concepção piramidal de Archie Carroll

DOI
https://doi.org/10.20985/1980-5160.2018.v13n3.1422
Enviado
abril 25, 2018
Publicado
setembro 3, 2018

Resumo

Este artigo busca analisar as dimensões da Responsabilidade Social Empresarial (RSE) na concepção piramidal (econômica, legal, ética e discricionária-voluntária) proposta por Archie Carroll (1979), a partir da percepção dos stakeholders de uma empresa prestadora de serviço contábil do sudoeste do Paraná, Brasil. Para realização do estudo foram pesquisados clientes, colaboradores e gestor, sendo caracterizada como uma pesquisa qualitativa, do tipo estudo de caso, que utilizou técnicas de observação, análise documental, questionários e entrevista. Percebe-se que as dimensões mais visíveis na percepção dos colaboradores e clientes, por ordem, foram a econômica, a ética e a legal e, a menos visível, foi a discricionária/voluntária. Este trabalho apresentou limitações no que se refere aos stakeholders clientes e funcionários, e absteve-se de questionar outros interessados, identificados como governo, comunidade, investidores, associações e grupos políticos. Outra limitação se refere à opção de se estudar a RSE segundo o modelo piramidal, que é uma fração do estudo que se propõe a compreender a RSE de forma tridimensional. No entanto, esta pesquisa é relevante no que tange ao desenvolvimento do tema, pois permite identificar as percepções de um determinado grupo social em relação a esta temática.


Downloads

Não há dados estatísticos.