Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 13 n. 3 (2018): SETEMBRO 2018

Remoção de matéria orgânica natural em água para consumo humano por processo de Fenton Homogêneo

DOI
https://doi.org/10.20985/1980-5160.2018.v13n3.1373
Enviado
dezembro 22, 2017
Publicado
setembro 3, 2018

Resumo

A presença de matéria orgânica natural (MON) nas águas naturais prejudica o desempenho das estações de tratamento de água, a eficácia do processo de desinfecção e a estabilidade biológica. Consequentemente, pode ocorrer perda da qualidade da água potável em decorrência da formação de subprodutos de desinfecção; do aumento de cor, odor e sabor; e do crescimento biológico nos sistemas de reservação e distribuição. Assim, há necessidade de estudar alternativas tecnológicas que permitam obter água potável para o abastecimento público, atendendo os padrões de potabilidade. Entre as alternativas tecnológicas promissoras estão os processos oxidativos avançados, que envolvem a formação de radicais hidroxila (OH), altamente reativos, que degradam as moléculas orgânicas presentes em águas contaminadas. O objetivo desta pesquisa foi estudar a aplicação do processo de Fenton homogêneo na remoção de ácido húmico. Foram realizados diversos ensaios adicionando-se quantidades pré-determinadas de sulfato ferroso e peróxido de hidrogênio em uma solução de 30 mg/L de ácido húmico. As concentrações de ácido húmico obtidas após os experimentos foram determinadas medindo-se a absorvância em 254 nm. Nos experimentos realizados, utilizando-se a metade das concentrações estequiométricas de Fe2+ e H2O2, houve uma remoção significativa da matéria orgânica nos quatro minutos iniciais, em torno de 88%.

Downloads

Não há dados estatísticos.