Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 13 n. 1 (2018): MAR 2018

Determinação do preço assistencial em planos de saúde utilizando simulação

DOI
https://doi.org/10.20985/1980-5160.2018.v13n1.1197
Enviado
julho 12, 2016
Publicado
março 2, 2018

Resumo

Em um mercado extremamente concorrido como o da saúde suplementar, é de fundamental importância construir vantagens em relação às empresas concorrentes. Na economia de escala, uma forma de tornar-se competitivo é manter os preços praticados em um cluster inferior ao da concorrência. O presente estudo tem como objetivo mostrar um procedimento simplificado para a determinação dos custos assistenciais per capita e mostrar também a importância do tamanho do grupo segurado para o carregamento técnico de solvência, consequência direta da Lei dos Grandes Números, primeiramente descrita por Jakob Bernoulli. Para tal fim, utilizou-se dados históricos, através da técnica de Simulação de Monte Carlo. A pesquisa classifica-se metodologicamente como bibliográfica, documental e de laboratório em ambiente de informática. Os dados são reais e foram obtidos em uma operadora de saúde da cidade de Fortaleza. Em termos práticos, este estudo colaborou com os tomadores de decisão, atuantes na área da saúde suplementar, no que diz respeito à determinação da parcela.

Downloads

Não há dados estatísticos.