As Pequenas Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio de Janeiro à Luz do Radar da Inovação: Identificação e Análise dos Principais Obstáculos para os Processos de Inovação

Alexandre Elias Ribeiro Denizot

Resumo


A inovação é um forte aliado das empresas na busca da vantagem competitiva, podendo ser fundamental para a sobrevivência dessas organizações. Cada empresa, contudo, possui especificidades relacionadas a cada segmento produtivo, regionalidades e recursos, sendo assim, este artigo apresenta como proposta a identificação e discussão dos principais obstáculos encontrados pelas pequenas empresas do segmento de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do Estado do Rio de Janeiro, na implementação dos processos de inovação. Na abordagem metodológica foram analisados os dados obtidos a partir da etapa diagnóstica do Programa Agentes Locais de Inovação (ALI), à luz da Metodologia do Radar da Inovação, desenvolvida pelo Sawhney (2006), que fora adaptada para o SEBRAE por Bachmann e Destefani (2008). O Programa ALI é uma iniciativa do SEBRAE em parceria com o CNPq, no qual, ao longo de dois anos, participaram 750 pequenas empresas, 220 delas servindo de base para este artigo. Estas empresas foram atendidas por 15 profissionais, que focaram o segmento de TIC, obtendo como principais resultados críticos as dimensões Processo (53%), Presença (47%), Ambiência Inovadora (47%) e Organização (22%) as quais foram analisadas e apontadas ações de melhoria.

Palavras-chave


Gestão da Inovação; Radar da Inovação; Pequenas Empresas de TIC

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7177/sg.2014.V9.N3.A15

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

ISSN: 1980-5160

Rua Passo da Pátria 156, bloco E, sala Sistemas & Gestão, Escola de Engenharia, São Domingos, Niterói, RJ, CEP: 24210-240

Tel.: (21) 2629-5616

Correspondência: Caixa Postal LATEC: 100175, CEP 24.020-971, Niterói, RJ