Um Estudo para a Aplicação de Gráficos de Controle Estatístico de Processo em Indicadores de Qualidade da Água Potável

Elisa Henning, Olga Maria Formigoni Carvalho Walter, Nadine Santos de Souza, Robert Wayne Samohyl

Resumo


O abastecimento de água em termos de quantidade e qualidade é uma preocupação crescente. A qualidade da água tem sido comprometida desde o manancial, pelo lançamento de efluentes e resíduos, o que exige investimento nas estações de tratamento para garantir a qualidade da água fornecida. A água que sai das estações de tratamento para a rede de distribuição deve atender limites de especificação, para alguns parâmetros, definidos pela legislação. Mas além de atender estes limites, para garantir a qualidade da água de abastecimento, é importante avaliar também a variabilidade. Neste sentido, gráficos de controle estatístico de processo desempenham um papel importante. O objetivo principal deste estudo é analisar a aplicação de gráficos de controle estatístico de processo aos dados de turbidez e cloro residual, dois indicadores de qualidade da água potável. Os dados, tanto de turbidez quanto de cloro residual eram autocorrelacionados, sendo necessário aplicar técnicas específicas para solucionar este problema. Gráficos de controle de Shewhart para medidas individuais com limites alargados e aplicados aos resíduos de um modelo ARIMA, foram analisados neste estudo. Estas propostas se mostraram adequadas para monitorar estes parâmetros.

Palavras-chave


Controle Estatístico de Processo; Autocorrelação; Qualidade da água.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7177/sg.2014.V9.N1.A1

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

ISSN: 1980-5160

Rua Passo da Pátria 156, bloco E, sala Sistemas & Gestão, Escola de Engenharia, São Domingos, Niterói, RJ, CEP: 24210-240

Tel.: (21) 2629-5616

Correspondência: Caixa Postal LATEC: 100175, CEP 24.020-971, Niterói, RJ