Assimetria de poder em díade de ente privado e público - o fenômeno do hold-up

Sérgio Almeida Migowski, Cláudia de Souza Libânio

Resumo


Este trabalho objetivou analisar uma relação interorganizacional de uma díade da área da saúde, sendo uma pública e outra privada. Foi verificado, à luz da Teoria dos Custos de Transação e das relações interorganizacionais, que o estabelecimento da relação de cooperação se fazia necessário para otimizar os recursos públicos, além da especificidade do ativo transacionado que era a assistência à saúde em situações de urgência/emergência. A transparência nas negociações para o estabelecimento de um contrato formal, entretanto, mostrou-se insuficiente para a resolução dos conflitos não previstos, bem como pela suspensão do pagamento pelo agente público, devido à incapacidade orçamentária. 


Palavras-chave


Hospital; Díade; Cooperação; Oportunismo



DOI: https://doi.org/10.20985/1980-5160.2017.v12n3.973

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

ISSN: 1980-5160

Rua Passo da Pátria 156, bloco E, sala Sistemas & Gestão, Escola de Engenharia, São Domingos, Niterói, RJ, CEP: 24210-240

Tel.: (21) 2629-5616

Correspondência: Caixa Postal LATEC: 100175, CEP 24.020-971, Niterói, RJ